https://www.instagram.com/msjoiasfolheada/

Após a divulgação pela Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte do Anexo I do Projeto de Lei (PL) que trata do concurso público do município, onde há a distribuição de vagas por cargos juntamente dos salários e carga horária de trabalho, algumas classes reclamaram o não cumprimento de pisos salariais e horas máximas semanais de trabalho.

A profissão de Técnico em Radiologia, por exemplo, tem como base 24h de trabalho semanal, segundo o artigo 14 da Lei 7.394/85 – que regulamenta a profissão – , mas o Anexo pede 200h mensais, o que dá um média de 44h semanais. Quase o dobro do estipulado à classe.

Já o cargo de Jornalista, que apresenta uma vaga no Anexo e três para cadastro de reserva, também tem como carga horária 200h mensais. Neste caso, o regulamentado para a classe são 30h semanais, segundo o Sindicato de Jornalistas do Estado do Ceará.

Breno Árleth, jornalista na região do Cariri e que pretende realizar o concurso, afirma estar feliz com a contemplação de sua categoria nos cargos ofertados, porém “indignado pelo desrespeito à orientação que prevê jornada de 5 horas diárias para a função”, diz ele, completando, “embora a maioria das empresas no Brasil não paguem o piso salarial da profissão, o mínimo que podemos esperar dos órgãos públicos é o cumprimento da lei. Esperamos tantos anos por um concurso público que contempla nossa profissão pela metade”, afirma.

Varias pessoas reclamam acerca da remuneração proposta para os cargos de Enfermeiro e Guia de Turismo.

Uma enfermeira municipal que não quis se identificar, afirma que o salário da atenção básica (PFS) é em torno de R$5.000, com a carga horária de 40h semanais. Já o Anexo oferta R$3.000 para 44h/semana. Ela ainda afirma que não podem haver discrepâncias salariais como essa para a mesma função. “Profissionais com ensino superior trabalhando na Estratégia Saúde da Família devem receber o mesmo, independente do cargo (médico, dentista, enfermeiro etc)”, comenta ela sobre o fato de ser negativo enfermeiros receberem salários diferente entre si, e também receberem menos que outros profissionais que trabalham nas mesmas unidades básicas de saúde. O edital oferta o valor de R$250,00 um plantão de enfermeiro de PFS, e R$1.000 para um plantão médico.

Em nota, a Prefeitura Municipal afirma que os salários são valores iniciais, para estágio probatório, e que todos os cargos e vagas passarão por apreciação da Câmara de Vereadores do Município. A nota ainda afirma que, em caso de sugestões ou dúvidas com relação a horas de trabalho, os interessados podem se dirigir à Procuradoria Geral do Município. Leia a nota na íntegra ao fim da matéria.

O projeto, que deu entrada na Câmara nesta terça, 12, também foi alvo de críticas por diversos vereadores. Foram apontadas faltas de vaga para professores de língua portuguesa e geografia, assim como para licenciados em educação física. Conforme o vereador Claudionor Mota, as vagas de administração preveem salário abaixo da média.

Por Badalo

Nota da Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte

A Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte, através da Procuradoria Geral do Município (PGM), informa que os cargos e vencimentos enviados à Câmara Municipal de Vereadores, para realização de concurso público, ainda passará por apreciação do poder legislativo para posterior aprovação. No que tange aos salários sugeridos, a PGM destaca que se trata de um valor inicial para estágio probatório, com posterior ajuste. O edital ainda será lançado e quem tiver sugestões ou dúvidas com relação a horas de trabalho, pode se dirigir à PGM, na sede da Prefeitura, para maiores esclarecimentos.

Comentários de Facebook
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Junior Moral
Carregar mais em Cariri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 17 =

Verifique também

Menopausa precoce; Dica de saúde

A mM ou prematura é causada pelo envelhecimento dos ovários antes do tempo, ocorrendo a pe…