https://www.facebook.com/msjoiasfolheadas/

 Foto: Divulgação/Prefeitura de Juazeiro

As brincadeiras de reisado invadiram as ruas do Cariri para o enceramento do Ciclo de Reis, neste domingo, dia 6. Em Juazeiro do Norte, as ações iniciaram no último dia 21 de dezembro, seguindo uma tradição de décadas. Através da Secretaria de Cultura, grupos de tradição levaram para os bairros da cidade, durante os dias de realização, terreiradas com diversos grupos de folclore, promovendo uma grande festa da tradição popular.

Foram mobilizados 36 grupos, desde às 10 horas. A coordenadora do evento, Maria Gomide, afirma que o Ciclo de Reis demonstrou nesta segunda edição uma adesão mais orgânica por parte dos Mestres e Brincantes que assimilaram bem a proposta do evento desde o ano passado.

Em sua segunda edição, os Grupos da Tradição popular foram incentivados a resgatar elementos e personagens cênicos que fazem parte dos grupos como a velha, o jaraguá, o boi e outros. A ideia é tornar as brincadeiras mais atrativas para o público que geralmente é formado por pessoas de todas as faixas etárias.

Na oportunidade, alguns mestres da Cultura Popular foram homenageados em cada uma das apresentações artísticas espalhadas pela cidade. Uma das premiadas foi a Mestra Marinez, do Grupo de Coco Frei Damião. Ela conduziu, na noite deste domingo, a apresentação no palco do Largo da Matriz, recebendo o prêmio da Mestra da Cultura Popular.

 Foto: George Wilson

Crato

No Crato, o cortejo teve início com a concentração dos grupos de cultura popular na Praça São Vicente, passando pela Praça Siqueira Campos e finalizando na Igreja de Nossa Senhora da Penha, onde os grupos receberam as bênçãos. Após a liturgia, foi realizada a apresentação dos grupos na Praça da Sé.

Foram mais de 20 grupos participantes que trouxeram cerca de 350 participantes de todas as idades, vindos da região Crajubar (Crato, Juazeiro e Barbalha). “É sempre muito bom, me sinto feliz e abençoado”, disse José Aldenir Aguiar, o Mestre Aldenir, um dos maiores ícones do Reisado Caririense.

Para a aposentada Francisca Lima, moradora do bairro São Miguel, as celebrações do Dia de Reis são muito alegres e coloridas. “Gosto muito de ver o cortejo nas ruas, o reisado, as crianças brincantes, os grupos entrando na igreja. Esse ano foi mais que especial, gostei muito”, disse.

Comentários de Facebook
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Junior Moral
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + doze =

Verifique também

Instituições se unem para reflorestamento de área queimada no Sítio Fundão

Instituições do Cariri uniram-se para realizar uma série de ações de recuperação da área d…